Meus Demônios (TEXTO)

setembro 30, 2018

Olá Pessoal,


Eu tive depressão, ansiedade e ataques de pânico, em 2014 eu vivi o pior ano da minha vida, achava que nada mais tinha sentido, que eu não precisava está nesse mundo, tentei por várias vezes acaba com a minha vida, eu não tinha vontade de sair da cama e correr atrás dos meus sonhos, das coisas que eu tinha que fazer e não tinha nenhuma vontade de conversa com ninguém. 




Era um inferno viver na minha mente, ao mesmo tempo que eu tinha vontade de me suicidar eu tinha muito medo de morrer, passei noites e noites sem dormir pensando no que eu poderia fazer para acabar com aquela angustia e passei noites e noites sem dormir pensando que a qualquer momento eu poderia morrer ou pessoas que eu tanto amo poderia deixa esse mundo tão de repente. 

Escutei por diversas vezes que a depressão era bobagem, que isso era coisa que as pessoas inventavam, por diversas vezes eu ouvi que eu estava inventado, era isso que me deixa mais triste com a minha vida e com as pessoas que eu escolhi para está ao meu lado. 

QUANDO ENCONTREI A LUZ




Depois de 1 ano, tudo começou a fazer mais sentido, foi quando eu comecei a falar sobre os demônios que me atormentava com os meus pais, compartilhar com eles o que eu sentia. Depois eu percebi que eu realmente precisava de ajuda, PRECISO DE AJUDA. Quando tudo começou a fazer sentido, eu procurei está perto de pessoas que realmente me amavam, pessoas que conhecia não a Dayane e sim a minha alma, falar com os meus pais sobre tudo que estava me deixando atormentada, foi um alivio, e tudo começou a caminhar na direção correta, a minha primeira vitória foi conseguir dormir sem pensar em nada, depois foi sair de casa e querer ver a luz do dia e assim por diante. 

Em 2016 foi o melhor ano, conheci pessoas tão incrível, pessoas que para mim não tinham nenhuma importância e que acabaram fazendo de 2016 o melhor ano de todos. Foi o ano em que eu criei o blog, que eu comecei a ver os livros como meus melhores amigos. 

Hoje eu consigo fala para todos que eu tive depressão que eu passei pelas nuvens mais escuras, mais que no fim de tudo acabar com a minha vida não seria a melhor forma de falar que eu venci a minha batalha contra a minha Saúde mental. Porém não acabou, eu continuo batalhando todos os dias.

Eu convivi com a depressão durante 1 ano, e ainda preciso sim de ajuda, e sempre vou precisar, mas hoje eu consigo dormir em paz, hoje eu consigo anda na rua sozinha, hoje eu consigo falar com as pessoas, hoje eu tenho vontade de correr atrás dos meus sonhos e ir fazer as minhas tarefas do dia. 

Essa batalha pode sim ser vencida, é difícil no começo pois precisamos luta contra a nossa mente todos os dias, mas você precisa saber que pode sim vencer, e você e eu vamos vencer.

Olha para mim, eu consegui escrever sobre isso na internet, não sei quantas pessoas estão lendo, mas isso para mim é uma vitória, e mais um obstáculo que eu passei e venci. 



Se você está passando por isso eu estarei aqui para conversarmos, o meu coração está aberto sempre para todos que estiverem enfrentando seus demônios, e não ache que isso é bobagem, não oprima seus sentimentos, nem que isso seja sentimentos mais fútil como ''Briguei com os meus pais, mas isso vai passa'' conversa sim com as pessoas, fala sim o que você está sentido. E você que está escutando outras pessoas, seja um ombro amigo, não menospreze as tristes de outros. 

Lembrando, eu convivi com tudo isso calada durante 1 ano, porém tem pessoas que estão vivendo a 2,3,4,10 anos, procure um profissional da Saúde, não tenha vergonha de fala que você não está bem mentalmente. Sua saúde mental é muito importante. 


Você não está sozinho (a)





Ajude: CENTRO DE VALORIZAÇÃO A VIDA (CVV) 
            Tel: 188
            www.cvv.org.br

You Might Also Like

4 comments

  1. Olá Day, tudo bem? Faz alguns anos que a minha mãe está com depressão, tudo começou quando eu e os meus irmãos casamos e mudados para cidades diferentes, ela queria que ficamos sempre perto dela. Olha, teve uma época que eu achava que ela estava mentindo, porque sempre que não fazíamos as coisas como ela queria ela começava a chorar convulsivamente e se trancava dentro do quarto ou as vezes gritava e xingava a gente.

    Demorou mais ou menos um ano para percebermos que ela estava com depressão, sentamos e fomos conversar com ela mas, não adiantou porque ela dizia: eu sou evangélica e isso não acontece com quem teme a Deus, meu psicologo é Jesus. Eu e os meus três irmãos, juntamente com o meu pai tivemos muita dificuldade para convencer ela que precisava de um tratamento, várias vezes ela foi uma vez e nunca mais voltou ou mentiu dizendo que iria sozinha e não foi, enquanto isso a situação para ela só piorava.

    Hoje, tem um ano e alguns meses que ela está fazendo um tratamento sério, com acoanhamento de um psiquiatra e tomando remédios por causa da depressão, eu fico feliz que ela esteja se recuperando bem mas, demorou três anos e alguns meses para ela aceitar a nossa ajuda e durante esse tempo todo aconteceram muitas situações desagradáveis. Eu espero que quem esteja lendo essa mensagem compreenda que depressão é uma doença séria e, quanto mais cedo você procurar ajuda mais rápido você ficará melhor e entenderá o que está acontecendo na sua mente, essa doença ataca a família toda porque ficamos preocupados com que está doente.

    Fico feliz em saber que você conseguiu se recuperar Day e está fazendo o tratamento direitinho, tenho certeza que os seus pais ficaram muito preocupados com você assim, como eu e os meus irmãos ficamos preocupados com a minha mãe. Você é muito corajosa por contar a sua história para todos, acredito que ela ajudará muitas pessoas.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivi,muito obrigada por compartilhar sua história aqui, sei que não é fácil, agradeço muito de coração e espero que sua mãe fique bem cada vez mais. Muito Obrigada Bjs...

      Excluir
  2. Eu também escrevi um texto no blog, o foco era sonhos, mas acredito que todo mundo passa por alguma coisa que nos aproxima da depressão, afinal como a Vivi e você mesma disse, isso é um caso sério. É exatamente o nome desse texto, todo mundo tem alguma coisa que está ali e muitas vezes a gente nem percebe! Parabéns por ter a iniciativa de escrever sobre esse assunto, torço para que você continue melhorando. Lá no meu cursinho, tivemos uma reunião que abordamos o assunto e foi libertador a forma como fomos expondo nossas maiores lutas e chorando nossas maiores tristezas. Com aquilo percebemos como precisamos de ajuda profissional quando as coisas desandam e também procurar quem amamos para nos apoiar em momentos difíceis para que também possamos ser sustentáculo de alguém quando esta precisar.

    Um beijo da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Yana, espero que todas as instituições de ensino, comecem a ter um momento de conversa sobre um assunto tão serio como esse... Tenho certeza que esse momento foi libertador para todos.

      Muito Obrigada... Bjs

      Excluir