[RESENHA] Encontrei um jeito de superar a dor. ''CARTAS DE AMOR AOS MORTOS''- Ava Dellaira

maio 10, 2018



                    Ficção- Juvenil / 375 Páginas/ Editora: Seguinte



SINOPSE

 A jovem Laurel, acaba de perder a irmã, ainda na escola sua professora de inglês passa uma tarefa para turma, escrever uma carta para alguém que morreu. Isso acaba sendo muito difícil para Laurel, até que ela acaba escrevendo tudo que acontece na  sua vida para Kurt Cobain, Jenis Joplin, Amy Winehouse entre outros. O que era apenas um trabalho de escola acaba sendo seu diário para superar a perda da irmã. 


Cartas de Amor aos Mortos, me fez chorar do começo ao fim, não consigo encontrar palavras do que eu sentir lendo esse livro. Foi o livro que eu li sem parar em um dia tinha acabo ele. 

A autora Ava Dellaira, escolheu bem os ídolos, eu fiquei emocionada (Eu sou muito fã de Kurt Cobain, Amy Winehouse, Jim Morrison) enfim. acho que isso me toucou de mais, principalmente quando ela se questiona as mortes deles tão jovem.



Até pessoas que fizeram historia e eu não conhecia, quando eu ia procurar e ler suas biografias me emocionava mais e acabei passando a admira-los. 

Laurel encontrou um caminho ''Fácil'' para superar a morte da irmã que deixou esse mundo tão de repente, escrevendo cartas para seus ídolos, assim deixa Laurel mais perto da irmã May. A cada dia que passa ela escreve como foi e o que está sentindo.

 O livro também fala sobre abuso sexual de menores e sobre suicídio, é o que estamos vivendo a muito tempo mais isso sempre foi um tabu, ( O QUE NÃO DEVERIA SER).




Amizades novas, paixões descobertas, opção sexual, tudo isso deixo o livro mais apaixonante. A autora conseguiu desviar dos romances clichês e colocar muita emoção. tudo tem uma dosagem certa para não ficar chato. Uma dosagem de amor, raiva, frustrações e desespero, tudo muito bem colocados. 



Laurel desabafa dessa forma escrevendo para nossos heróis e eu também. E você como supera tudo que acontece na sua vida? deixa nos comentários eu adoraria saber. 


Curta o livro ao som dos melhores:





Ajude: CENTRO DE VALORIZAÇÃO A VIDA (CVV) 
            Tel: 188 
            www.cvv.org.br

Disque denuncia nacional de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescente. (Disque direitos humanos).

           Tel: 100
           www.sdh.gov.br/disque100

Programa de orientação e atendimento a dependentes (PROAD)
           
           www.proad.unifesp.br 


You Might Also Like

5 comments

  1. Oi, Dayane. Não conhecia a história desse livro, e todos os livros que me fazem chorar acabo lendo nas férias porque eles me abalam muito. Talvez esse seria um deles, lembro-me que usei essa tática com Proibido da Thabita Suzuma e ainda bem que fiz isso porque não consegui dormir bem depois de ler, além de ter ficado com uma dor de cabeça durante toda a manhã depois de levantar hahaha Amo livros que falam sobre dor e superação, por isso, esse vai pra lista de desejados. Resenha tocante, Day!

    Beijos da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ótima ideia Yana, acho que eu fiquei tão tocada com esse livro que até agora estou abalada, na hora de fazer a resenha, não consegui para de chorar (hahaha) sou muito emotiva, principalmente quando se trata dos meus ídolos. Que bom que voce gostou fico feliz, essa é uma resenha realmente feita de coração. <3




      Obrigada pela Visita Bjs

      Excluir
  2. Que história emocionante, confesso que já vi esse livro no instagram, mas não sabia sobre o era. Adoro dramas que me fazem chorar rios e esse livro é uma ótima dica. Obrigada.

    BJO

    ResponderExcluir
  3. Sério que lindo esse livro! Realmente preciso conhecer essa história, ainda não tinha escutado falar sobre ele, nem lido resenhas sobre o assunto, e que assunto delicado para se falar, néh? Eu lembrei um pouco do filme Cartas para Deus mas, tenho certeza que a abordagem é completamente diferente.

    Beijos e Abraços Vivi
    https://resenhasdaviviane.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem?! Nossa eu gosto de ler sobre o que as pessoas acharam dos livros, mais do que sobre a sinopse deles, sabia? A ideia de escrever cartas deve ser uma forma que funciona bem para começar a se abrir para o mundo, mesmo que seja por escrito. Eu não sei como iria agir tendo uma dor tão grande, e admiro quem consegue tal coisa!

    Beijos

    Blog Conta-se um Livro

    ResponderExcluir